18 de set de 2017

Tremores de terra assustam moradores de cidades da região serrana do Paraná



Aécio Amado - Repórter da Agência Brasil

Tremores de terra foram registrados na madrugada de hoje (18) em várias cidades da região serrana do Paraná, entre elas Rio Branco do Sul, a cerca de 30 quilômetros. De acordo com o Corpo de Bombeiros do município, o tremor ocorreu por volta da 1h15 e durou poucos segundos. A corporação informou ainda que o tremor foi sentido também em Tamandaré, Itaperuçu e Campo Magro.
Segundo o Corpo de Bombeiros, após os tremores vários moradores dessas cidades paranaenses postaram no Twitter e no Whatsapp mensagens com relatos sobre o acontecimento e imagens com pequenos danos em suas residências, como vidros quebrados e rachaduras. A corporação, no entanto, até as 6h, não havia recebido chamados de socorro.
Edição: Graça Adjuto

Tremores de terra foram registrados na madrugada de hoje em várias cidades da região serrana do Paraná, entre elas, Rio Branco do Sul, Itaperuçu e Campo MagroMapa/Google

Essa não sai do papel! REFORMA POLÍTICA SE CONGRESSO NÃO VETAR COLIGAÇÕES, JUSTIÇA O FARÁ, DIZ RELATORA DA REFORMA DEPUTADA SHÉRIDAN DIZ QUE É HORA DE A CÂMARA CUMPRIR SEU PAPEL

A deputada Shéridan (PSDB-RR) clamou, em sua página no Twitter, que a Câmara tem de "cumprir seu papel" e votar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 282/2016, da qual é relatora. O projeto propõe o fim das coligações nas eleições proporcionais e a criação de uma cláusula de desempenho para dificultar o acesso dos partidos aos recursos do Fundo Partidário e ao tempo de propaganda de rádio e TV.
"Enquanto relatora tenho alertado desde o início que se o Congresso for incapaz de acabar com as coligações, a Justiça o fará", disse, referindo-se à matéria do jornal O Globo que afirma que o Supremo Tribunal Federal (STF) pode usar uma brecha em ação já em análise para vedar as coligações.
Segundo Shéridan, essa é a mudança "possível" dentro da reforma política. "Enquanto a Câmara se debate na bagunça da discussão sobre Distritão e Fundo, nossa reforma possível que é a PEC 282 vai sendo atrasada", afirma a deputada.
O texto principal da PEC 282 foi aprovado em primeiro turno no plenário da Câmara no dia 5 deste mês, mas falta ainda analisar os destaques e realizar a segunda votação na Casa. Depois, o projeto teria que seguir para o Senado. A ideia do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), é retomar a discussão da PEC 282 na quarta-feir

MUI amigo, Dize-me com quem andas e te direi quem tu és! NITROGLICERINA PURA DE BRAÇO DIREITO, EX-MINISTRO VIRA CHAVE DE CADEIA PARA LULA PALOCCI DEU A PISTA: DOAÇÕES AO INSTITUTO LULA ERAM PROPINA

MUI amigo, Dize-me com quem andas e te direi quem tu és!

Em sua proposta de acordo de delação premiada, o ex-ministro Antonio Palocci oferece ao Ministério Público Federal, sem explicitá-la, a oportunidade de finalmente provar que doações ao Instituto Lula não passaram de propina para o ex-presidente. A força-tarefa já comprovou que empreiteiras investigadas na Lava Jato fizeram depósitos de ao menos R$30 milhões ao Instituto, enquanto roubavam a Petrobras. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.
Deve agravar dramaticamente a situação penal do ex-presidente Lula a comprovação do pagamento de propinas, inclusive em dinheiro vivo.
Palocci é o primeiro a denunciar propina paga em dinheiro para Lula. A delação de Marcelo Odebrecht deve corroborar a acusação.
Na sua delação premiada, o empreiteiro Marcelo Odebrecht revela que a “referência” de pagamentos ao Instituto Lula era o Instituto FHC.
“A gente tinha doado, não me recordo bem, acho que R$40 milhões [a FHC]”, disse Odebrecht. Lula levou os mesmos R$40 milhões, diz.

Um ditado que diz quem faz não diz, e quem diz não faz!!! PRIMEIRA MULHER NO CARGO RAQUEL DODGE ASSUME PGR COM DISCURSO DE COMBATE À CORRUPÇÃO RAQUEL DODGE REAFIRMA COMPROMISSO DE COMBATE À CORRUPÇÃO

OBS:  Um ditado que diz quem faz não diz, e quem diz não faz!!!
Raquel Dodge assumiu a Procuradoria-Geral da República e a presidência do Conselho Nacional do Ministério Público, na manhã desta segunda-feira (18). O termo de possse foi assinado por ela e pelo presidente Michel Temer, em cerimônia da PGR. O ex-procurador-geral, Rodrigo Janot não participou da cerimônia.
Em seu discurso de posse, Dodge disse que o Ministério Público tem “o dever de cobrar dos que gerenciam o gasto público que o façam de modo honesto, eficiente e probo, ao ponto de restabelecer a confiança das pessoas nas instituições de governança”.
Sobre este assunto, ela citou uma fala do papa Francisco, na qual o pontífice ensina que “a corrupção não é um ato, mas uma condição, um estado pessoal e social, no qual a pessoa se habitua a viver”, disse.
“O corrupto está tão fechado e satisfeito em alimentar a sua autosuficiência que não se deixa questionar por nada nem por ninguém. Constituiu uma autoestima que se baseia em atitudes fraudulentas. Passa a vida buscando os atalhos do oportunismo, ao preço de sua própria dignidade e da dignidade dos outros. A corrupção faz perder o pudor que protege a verdade, a bondade e a beleza”, acrescentou.
Segundo Dodge, não têm faltado meios orçamentários nem instrumentos jurídicos para que o MP cumpra seu papel constitucional. “Estou certa de que o MP continuará a receber do Poder Executivo e do Congresso Nacional o apoio indispensável ao aprimoramento das leis e das instituições republicanas e para o exercício de nossas atribuições”.
Ela destacou que o MP tem o dever desempenhar bem todas suas funções, uma vez que elas são necessárias para muitos brasileiros. “A situação continua difícil pois [os brasileiros] estão expostos à violência e à insegurança pública, recebem serviços públicos precários, pagam impostos elevados, encontram obstáculos no acesso à Justiça, sofrem os efeitos da corrupção, têm dificuldade de se auto-organizar, mas ainda almejam um futuro de prosperidade e paz social”.
Membro do Ministério Público Federal desde 1987, Raquel Dodge é primeira mulher a exercer o cargo de procuradora-geral da República. Para vice-procurador-geral da República, ela escolheu o subprocurador-geral da República Luciano Maris Maia. Ela foi indicada na lista tríplice enviada ao presidente da República após eleição da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR). Raquel Dodge foi a segunda mais votada, ficando atrás de Nicolao Dino.
Rodrigo Janot, que deixa o cargo, não compareceu à posse.  De acordo com dados referentes ao segundo período de Janot na Procuradoria, que comandou de 2013 a 2017, na área criminal, que envolve a Operação Lava Jato, foram feitos 242 pedidos de abertura de inquérito, 98 pedidos de busca e apreensão, de interceptações telefônicas e quebras de sigilo bancário e 66 denúncias foram enviadas à Justiça (inclusive duas contra o presidente Temer). (ABr)

14 de set de 2017

Presidente do pais sem comando! RETIRADA TOTAL TEMER NÃO SABIA QUE O BB VAI FECHAR SUAS AGÊNCIAS EM PORTUGAL E FRANÇA BANCO DO BRASIL ABANDONA MERCADOS NO EXTERIOR 'EM SEGREDO'

A direção do Banco do Brasil não informou o presidente Michel Temer de sua nova “estratégia de negócios”, que passa pelo fechamento de suas agências em Portugal. Temer tomou conhecimento do fato ao ler esta coluna. O BB é um dos principais símbolos da presença brasileira em território português. Serão fechadas em 6 de novembro as agências em Lisboa e no Porto. A saída do BB provocou protestos em Portugal. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.
Os clientes do BB em Paris também já estão sendo informados de que em breve também haverá “descontinuidade” de sua operação francesa.
Ministro próximo a Michel Temer informou que ele não sabia da saída do BB de Portugal, fato confirmado pela Secretaria de Comunicação.
Funcionários do BB em Paris têm indicado bancos para os clientes levarem suas contas. Em Portugal, a opção é pelo banco postal CTT.

CONTA IMPOSSÍVEL PREVIDÊNCIA CUSTA R$16 MIL POR SEGUNDO AO PAÍS, E O ROMBO SÓ CRESCE CUSTO DA PREVIDÊNCIA CHEGA A QUASE R$1 MILHÃO POR MINUTO

OBS: do blog.
isso só quem pagar, é o trabalhador, são muitos dados que não dizem com as verdades, para resolver este problema , é muito 
fácil, é só acabar com a corrupção e fazer os corruptos devolverem o dinheiro roubados. Isso resolve imediato, não é justo o povo Brasileiro pagar a conta, com reforma para beneficiar os corruptos.

Estudos realizados pelo Tribunal de Contas da União (TCU) mostram que o rombo da Previdência é muito mais alarmante do que admitem políticos e corporações de servidores: custa ao contribuinte R$16 mil por segundo, R$981,5 mil por minuto, R$58,9 milhões por hora, R$1,4 bilhão por dia. De segunda a segunda. A cada 14 horas, a previdência consome mais que o PSG pagou pela compra do craque Neymar. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.
Mesmo que todas as dívidas previdenciárias fossem quitadas pelas empresas devedoras, o rombo continuaria a aumentar.
O TCU estima dívida de R$426 bilhões de empresas. Grandes dívidas, como das falidas Varig e Transbrasil, são de recebimento impossível.
Os débitos cuja cobrança é mais factível somam R$10 bilhões. E cobririam apenas quatro dias de custos da previdência, diz o TCU.
Em 2016, a previdência arrecadou R$364 bilhões para pagar R$516 bilhões. O rombo de R$152 bilhões aumentou em 59,7% desde 2015.

O Brasil esta doente pala corrupção. OPERAÇÃO MALEBOLGE PF VASCULHA ATÉ O TETO DE GABINETES NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE MT NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO MT, PF FAZ BUSCAS ATÉ NO TETO

Isso mostra um pais todo infectado pela corrupção.

A Polícia Federal cumpre mandados de busca e apreensão em 64 endereços, na manhã desta quinta-feira (14), com base na Operação Malebolge. Um deles é na Assembleia Legislativa de Mato Grosso. Lá, os agentes vasculharam até o teto dos gabinetes.
A operação investiga um esquema de corrupção no estado. A PF esteve nos gabinetes de pelo menos seis deputados estaduais: Gilmar Fabris (PSD), Silvano Amaral (PMDB), Oscar Bezerra (PSB), Wagner Ramos (PSD), Ondanir Bortolini (PSD), conhecido como Nininho, e Romoaldo Júnior (PMDB).
Nenhum dos investigados compareceu à AL durante as buscas e a Casa ficou interditada. A Procuradoria da Casa acompanhou o trabalho dos agentes, mas só vai comentar o caso após realizar um balanço do material levado.
Delação
A ação é consequência da delação premiada do ex-governador de Mato Grosso Silval Barvosa à Procuradoria-Geral da República. Em vídeos, deputados e o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, aparecem recebendo dinheiro de propina.